Trabalho de Casa

From GeoWiki

Jump to: navigation, search

Poderá sentir-se tentato a ignorar esta parte do trabalho de casa, em especial para caches urbanas ou de terreno fácil (1 ou 2 estrelas) no entanto esta parte da preparação poderá poupar-lhe tempo na deslocação até à cache. Não raras vezes em caches aparentemente simples as coisas complicam-se devido ao não estudo do terreno. Um exemplo ilustra melhor esta situação.

Suponhamos que a cache encontra-se na face sul de um monte. Existe uma estrada que passa junto à face norte do mesmo monte. O seu GPSr irá leva-lo pela estrada até ao ponto mais próximo da cache, ou seja o lado norte do monte, e depois irá conduzi-lo em linha recta, fazendo subir toda a face norte e descendo a face sul até encontrar a cache, e não se esqueça que terá que repetir tudo no caminho de volta. Se tivesse feito o trabalho de casa, teria visto que se tivesse parado 2 kms antes de chegar junto ao monte poderia desfrutar de um ameno caminho que o levaria pela encosta sem grandes sobresaltos até à cache.

É fácil de perceber pelo exemplo uma cache aparentemente fácil pode ser complicada ao ponto de ser impossível encontra-la apenas por falta de preparação prévia. Nem todas as caches o exigem, mas só com o tempo e a prática ganhar o "feeling" para distingui-las.

Agora que já está convencido que tem que perder mais algum tempo antes de sair de casa, irá querer saber o que precisa para fazer esta preparação. Simplesmente mapas. O seu GPSr tem um mapa, mas este não tem (tipicamente) informação topografica que lhe permita distinguir um monte de uma planicie. Portanto irá precisar de mapas. Felizmente poderá facilmente encontrar online mapas e software que o ajudem nesta tarefa.

Google Earth / Google Maps OziExplorer Mapas digitais do Exército Português

O Google além de ser um óptimo motor de busca, oferece uma preciosa ajuda aos geocachers com o Google Earth. O Google Maps é uma versão mais simples do Google Earth, mas não obriga a instalar nenhum software no seu computador, sendo por vezes usado para uma consulta rápida a uma zona ou quando não é possível instalar software no computador utilizado.

Partindo do presuposto que já tem o Google Earth instalado no seu computador (se não o tem faça-o agora) abra-o e copie e cole as coordenadas da cache que pretende procurar directamente na caixa de pesquisa existente na tab "Fly To". Irá ser transportado directamente para a zona da cache. Estará a olhar para uma fotografia satélite da zona da cache e do ponto próximo onde se encontra a cache. Não é o ponto exacto, porque na prática o Google Earth tem algum desvio da realidade. Ou seja, se o ponto da cache apresentado no Google Earth é a cerca de 100 metros de uma estrada, ela poderá estar a cerca de 150 ou mais metros. O Google Earth é exacto o suficiente para conseguir traçar um trajecto até à zona da cache, mas não o suficiente para procura-la sem um GPSr, embora haja quem tenha encontrado centenas de caches desta maneira. Observe a zona, procure estradas e caminhos, use todas os opções disponiveis neste software para tentar perceber onde estacionar e por onde abordar a cache. Poderá até imprimir os mapas e leva-los consigo, embora isto costume gastar bastante tinteiro/toner, fica portanto à sua consideração.

O OziExplorer é um software de que pouco sei. INPUT AQUI SFF

O Exército Português tem como uma das suas competências mapear todo o território nacional. Se bem que os objectivos militares das cartas, como são designadas, sejam bastante diferentes do que procurar tupperwares, estas servem perfeitamente para delinear percursos. Estas cartas são extremamente detalhadas a nível topográfico contendo curvas de nível de cada acidente de terreno, bem como indicações claras de localidades, rios, linhas férreas, pontes, etc. São sem dúvida a ferramenta ideal para o geocacher que pretende procurar caches em terrenos mais complicados. Mesmo para caches mais simples podem ser uma mais valia.

Personal tools